25 Novembro 2007

11 Dicas para não perder seu novo amor.


...Há mulheres muito românticas. Elas querem receber flores, querem receber declarações de amor, querem desenvolver intimidade rapidamente com o seu amor. Quando apaixonadas, não param de falar sobre ele. Ela fantasia com o seu casamento, começa a escolher nome dos filhos que terá com ele... mas a relação não tem mais do que 5 meses! Todo esse planejamento com 5 meses de namoro! Se ele desconfia, ele pode se assustar! Ele logo a imagina como a louca do buquê das festas de casamento: é a mais descabelada, que se debate entre as outras moçoilas loucas para casar! Ela pula, se joga, briga pelo objeto que a fará casar! Se ela conseguir pegar, ela conseguirá casar-se!

... Cena pitoresca e vexatória que todas as mulheres deviam evitar, mas fazer o quê, sempre tem uma que está perdendo as esperanças e se agarra em qualquer alternativa.Ela quer, ao menos, o buquê.

... Guardadas as devidas proporções, há mulheres que agem no relacionamento da mesma maneira daquela louca do buquê. Ela sente que agora vai, agora ela conseguirá realizar o sonho de se casar. E para isso toma atitudes que ela confia que é o caminho para a Igreja. Ao contrário do que imagina, ela só estará afastando seus pés do altar.

... Veja abaixo as atitudes que devem ser evitadas, que podem a caracterizar como a louca do buquê no relacionamento:

... 1) Dizer que o ama com pouco tempo de relacionamento. Veja, ainda que você realmente sinta isso, não diga muito cedo. Espere um pouco, espere pelo menos 6 meses de namoro, pois nesse período você já o conhece melhor. O melhor momento para dizer é quando vocês já têm uma intimidade e você consiga perceber claramente, sem sombra de dúvidas, que ele também dirá naquele momento que a ama;

... 2) Ligar a todo o momento para saber como ele está ou apenas para dizer o quanto o ama;

... 3) Exigir que ele diga que a ama. Por exemplo: “Você nunca me disse o quanto gosta de mim”, com cara de magoada. Se ele te ama, ele dirá sem que você o faça falar. Ou pior: “Você me ama?” “Será que você nunca me amará?” Ou ainda, ficar zangada após a sua declaração de amor, sem resposta dele.

... 4) Convidar-se a visitar a casa dos pais dele ou familiares. Se ele quiser, um dia a convidará. Não adianta forçar intimidade, ele poderá se irritar, e você perderá pontos com ele;

... 5) Convidar-se para dormir na casa dele, pela mesma razão supramencionada;

... 6) Deixar objetos pessoais seus na casa dele, pensando “ah, já estamos quase morando juntos mesmo”, já que você não sabe se ele sente a mesma coisa. Melhor é sempre levar e trazer de volta. Um dia, quando a relação estiver desenvolvida, com mais intimidade, ele convidará para você deixar algumas coisas lá;

... 7) Perguntar qual o nome que ele gostaria de dar aos filhos dos dois. Se ele nunca pensou em se casar com você, ele poderá se assustar. Dependendo do susto, ele pode se afastar, se não é isso que ele quer no momento;

... 8) Levá-lo a uma loja de vestidos de noiva e perguntar qual ele acha mais bonito. Se vocês nunca conversaram sobre casamento, essa não é a melhor forma para começar;

... 9) Falar sobre casamento com poucos meses de namoro é muito precipitado, ainda que você sinta que não tem muito tempo para perder. Se é assim como você se sente, esse tipo de conversa tem que ocorrer antes do envolvimento, como uma conversa sobre os objetivos de vida de cada um, sem fazer referência a casamento de um com o outro;

... 10) Intimá-lo a uma jantar com seus pais, sem motivo comemorativo, apenas para apresentá-lo. A melhor forma para o convite é contando a ele que os seus pais já estão curiosos para conhecê-lo. Veja o que ele dirá, como reagirá. Se a reação for positiva, espere uns dias e pergunte se qualquer dia ele gostaria de jantar com os seus pais, sempre usando um tom maleável, sem colocá-lo contra a parede;

... 11) Se ele não lhe apresentar aos amigos como namorada dele, não adianta depois você cobrar uma posição dele, brigar e espernear, afinal ele já lhe mostrou que não a considera namorada ainda. Se vocês estão no início, isso é normal, aguarde o tempo. Mas se vocês estão juntos há mais de 7 meses, por exemplo, pode considerar isso estranho. Veja, não queremos que você analise se ele diz expressamente: “Fulano, essa é a minha namorada Beltrana”. Não é isso. Você deve analisar a postura dele, se ele se afastou um pouco de você, se na presença do amigo (a), ele mudou com você, deixou você de lado. Há um porém, analise se ele chama o amigo pelo nome, porque às vezes ele não a apresenta porque não lembra o nome do conhecido. Além disso, se o encontro foi muito rápido, de passagem, ele pode não ter apresentado porque desnecessária era a apresentação, já que não iriam trocar mais palavras do que “olá, tudo bem?”.

... Foram enumeradas as possibilidades mais visíveis de apressamento da relação. Há outras. Para saber identificá-las, basta seguir uma regra simples: nunca exija nada dele nos primeiros meses de namoro. Dê tempo ao tempo, deixa a relação se desenvolver naturalmente. O mesmo se aplica aos homens ansiosos para serem amados. Não adianta dar mil presentes, fazer todas as vontades dela. O amor virá com o tempo e o amor não se compra.

... Não adianta tentar táticas para acelerar o processo. Se você acha que não tempo a perder, se apressar a relação, começar com cobranças, você terá perdido mais tempo do que imagina. Os seus namoros sempre afundarão e quando você menos esperar, você estará bem mais velha (principalmente com as mulheres, pois os homens conseguem mulheres mais novas) e com menos possibilidades de encontrar alguém disponível na mesma faixa etária. Nesse momento, com a sabedoria que a idade lhe concede, você perceberá que na tentativa de economizar tempo, você o perdeu. Não se apresse, tenha calma, visto que um relacionamento sadio se consegue após anos de autoconhecimento e conhecimento do outro gradativamente. Aos poucos, os amantes se entregam um ao outro e se dão um pouco de si àquele (a) que ama.

0 Comments: